Seminário na UERJ discute os novos rumos do setor nuclear


Casa Viva

O Governo encaminhou ao Congresso para aprovação o projeto de privatização da Eletrobras, mas deixou de fora a Eletronuclear e a Usina de Itaipu. Desta forma, o processo só se concluirá se a assembleia-geral da empresa aprovar a reestruturação societária para manter as duas empresas sob o controle, direto ou indireto, da União. O assunto é um dos temas em debate no 5º Seminário sobre Energia Nuclear: Aspectos Econômicos, Políticos e Ambientais, que acontece nestas terça-feira (26) e quarta-feira (27), na UERJ, no Rio de Janeiro.

O Presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Júnior, já confirmou presença no painel que vai discutir a Retomada de Angra 3 e Atualização da Política Nuclear Brasileira”, na manhã da abertura do evento. Com ele estarão na mesa o Assessor Técnico da Presidência da Eletronuclear, Roberto Travassos; e o coordenador do Grupo de Estudos Elétricos (GESEL), DA UFRJ, Nivalde de Castro.

            O evento é realizado pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia do Instituto de Geografia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IGEOG-UERJ), com correalização da ELETRONUCLEAR. Organizado pela Casa Viva em parceria com a Pressway Produções, o seminário tem por objetivo debater temas diversos, desde a geração de energia ao Programa de Submarinos Nucleares, a retomada das obras de construção de Angra 3 e de novas usinas no país, além de outras questões de interesse de toda a sociedade.

 

            Além disso, visa também a incentivar a aproximação e cooperação entre as empresas, universidades e institutos de pesquisa, estimulando o desenvolvimento tecnológico e a inovação.

 

            O evento acontece no campus da UERJ, das 9:00 às 18:00h. Está prevista também a realização de uma exposição sobre o tema no Espaço Geográfico da Ciência, no campus da universidade.